fbpx

 Boa Safra conclui 2023 com números sólidos e investimentos previstos para 2024

Expansão, Notícias

Ao longo do último ano a companhia expandiu a atuação de mercado e abriu CD’s em novas regiões do Brasil

A Boa Safra (SOJA3), líder na produção de sementes de soja e com atuação também em outras culturas, com entregas sólidas, apesar do ano desafiador, anunciou a distribuição de proventos no valor bruto de R$ 95,4 milhões sob a forma de juros sobre o capital próprio.

“Os resultados deste ano foram conquistados mesmo em um período atípico, com cautela por parte dos produtores na compra de insumos por conta das adversidades climáticas. Atribuímos isso a três fatores: investimentos na expansão da infraestrutura e na capacidade produtiva da Boa Safra, a capilaridade e a capacidade de nos aproximar do produtor rural e entregar uma semente de qualidade, e o fato do nosso insumo ser a base primordial para se começar a produção”, analisa Marino Colpo, CEO da empresa.

A Boa Safra ocupa atualmente a liderança na produção de sementes de soja no país, com aumento de 34 mil hectares, indo para 144 mil hectares na safra 2022/23, com atuação também na cultura do milho, sorgo, forrageira e feijão, sendo os três últimos lançamentos realizados ao longo de 2023. Para o próximo ano, a expectativa é o lançamento para atender a cultura do trigo.

Outro passo importante dado este ano foi a inauguração de dois Centros de Distribuição que reforçaram a presença local e expandiram a atuação da companhia. O primeiro deles foi inaugurado em Balsas, no Maranhão, com 11 mil m² e capacidade de estoque de até 20.000 big bags (de aproximadamente 1.000 kg cada) em posições refrigeradas. Em dezembro, a Boa Safra inaugurou o 1º CD em Paraíso (TO). Ao todo são 9.375 m² preparados para atender os produtores do Tocantins e região. Além de promover facilidade logística na entrega dos insumos, mais de 100 empregos diretos e indiretos foram gerados na região com a chegada da companhia.

“As inaugurações simbolizam o comprometimento da Boa Safra com a excelência das sementes, desde sua produção nas unidades de beneficiamento até a entrega aos clientes. Os novos Centros de Distribuição nos aproximam ainda mais dos produtores rurais, que desejamos atender com todo o cuidado que merecem”, enfatizou Marino Colpo, CEO da Boa Safra.

Um importante reconhecimento conquistado pela companhia este ano foi o selo de “Excelente empresa para se trabalhar” em sua primeira participação na pesquisa Great Place to Work – GPTW. A certificação visa reconhecer as empresas de todos os setores com boas práticas de gestão no ambiente de trabalho e pessoas por meio de uma cultura de confiança, alto desempenho e inovação sob o ponto de vista dos colaboradores.

Resultados acima do esperado e indicação de importantes casas

A Boa Safra (SOJA3) reportou lucro líquido de R$115,6 milhões no terceiro trimestre de 2023. No acumulado de doze meses encerrado em setembro, o lucro líquido chega a R$224,7 milhões, com receita operacional líquida de R$1,927 bilhão. Neste terceiro trimestre, a Boa Safra investiu na ampliação de sua operação, com a potencial aquisição de 45% do capital social da DaSoja Semente, empresa de Tocantins com foco no mercado MA-TO-PI-BA-PA.

Ao entregar números sólidos, importantes casas de investimento como BTG Pactual e XP Investimentos indicaram a compra dos papéis após balanço financeiro. Em análise apresentada pela XP Investimentos, a casa recomenda compra na ação, com preço-alvo de R$ 16,20. A corretora ainda afirmou que a Boa Safra reportou resultados fortes, “não apenas comprovando a resiliência do negócio de sementes, mas também a notável execução da companhia em meio a um ambiente difícil para os players de insumos agrícolas”.

Assessoria de Imprensa Boa Safra

Publicado em 29 dezembro de 2023

Onde comprar?
Fale com um de nossos representantes!
Clique aqui